quarta-feira, 31 de julho de 2013

8º e 9º dias

8º dia – Planejado para agradar a Deus
Propósito Nº 1 – Eu fui planejado para Agradar a Deus.
No instante que eu nasci Deus estava lá como testemunha invisível, sorrindo ao assistir o meu nascimento.Ele quis que eu viesse, a minha chegada lhe deu enorme prazer. Deus não precisava me criar mas escolheu me criar para a sua satisfação. Eu existo para benefício, glória, propósito e prazer de Deus.
Dar satisfação a Deus, vivendo para seu prazer, é o primeiro propósito de minha vida. Aceito essa verdade e nunca irei me sentir insignificante. Não existe maior relevância do que o fato de eu ser importante para Deus, e Dele me considerar valioso o suficiente para me manter com Ele por toda a Eternidade.
Preciso dar prazer a Deus. “O Senhor se agrada somente daqueles que o adoram e confiam em seu amor”
Qualquer atitude minha que venha agradar a Deus é um ato de adoração.
A adoração não é para o meu benefício. Quando oro meu objetivo é agradar a Deus e não a mim mesmo.
A adoração não é parte da minha vida; ela é a minha vida. Louvar a Deus é a minha primeira atividade, assim que abro os olhos pela manhã, continuando até chegar em minha última atividade, ao fechar os olhos a noite.
Amar a Deus é apaixonar-se por Jesus, é pensar Nele durante o dia, como um adolescente apaixonado pelo seu primeiro amor.

Um tema para refletir: Fui planejado para agradar a Deus.
Uma questão para meditar: Que tarefa simples eu poderia começar a fazer como se estivesse fazendo diretamente para Deus?

9º dia – O que faz Deus sorrir?
O sorriso de Deus é o objetivo de minha vida.
Uma vez que agradar a Deus é o primeiro propósito de minha vida, minha mais importante tarefa é descobrir como fazer isso.
Deus sorri quando eu o amo acima de qualquer coisa.
O que mais Deus quer de mim é um relacionamento! Essa é a mais espantosa verdade do universo – que o nosso Criador me queira como companheiro. Deus me ama profundamente e deseja que eu o ame.
Jesus chamou de o maior mandamento: Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento.
Deus sorri quando confio Nele completamente. Confiar em Deus completamente significa crer que ele sabe o que é melhor para a minha vida.
Deus sorri quando lhe obedeço incondicionalmente.
Devo parar de oferecer uma obediência parcial. De deixar de lado as ordens que acho absurdas, difíceis, custosas ou impopulares. Parar de escolher quais as ordens vou obedecer.
Deus sorri quando dou graças continuamente.
Poucas coisas trazem uma sensação tão boa como a de receber um agradecimento ou um elogio sincero de alguém. Deus também é assim, Ele gosta quando expresso diante Dele minha adoração e gratidão.
Deus sorri quando utilizo minhas habilidades.
“Os passos dos justos são dirigidos pelo Senhor. Ele se agrada de cada detalhe da vida deles”
Eu agrado a Deus sendo eu mesmo, sem desprezar uma parte de mim.
Quando durmo Deus fica a contemplar-me com amor, pois eu fui idéia Dele. Ele me ama como se eu fosse a única pessoa na terra.
Deus assim como meus pais, não espera que seus filhos sejam perfeitos, ou mesmo maduros para amá-los. Ele me aprecia em todos os meus estágios de desenvolvimento.
Deus leva em consideração a atitude do meu coração.
Eu tomarei providências para que o ato de ser agradável a Deus se torne o objetivo da minha vida. Não há nada que Deus não faça pela pessoa totalmente concentrada nesse objetivo.

Um tema para refletir: Deus sorri quando eu confio Nele.
Postar um comentário

Deixe aqui, seu recado, comentário, sugestão...

-->

O que um homem espera de uma mulher de Deus- Felipe Heiderich