quinta-feira, 26 de maio de 2011


As Bases Bíblicas para a Renovação e Revitalização da Igreja Local

Precisamos pensar na sociedade antes de realizarmos um ministério efetivo nela. Conhecer a sociedade e as culturas, as faces, as pessoas. Porque? Porque só conhecendo a sociedade podemos ser efetivos na transmissão do amor e da justiça de Deus.

Esse ministério efetivo consiste em levar o Evangelho do Reino de Deus em toda a sua totalidade. Proclamá-lo e agir diante da proclamação. Falar de amor e praticá-lo. Pregar justiça e ser justo.

Quero destacar as bases bíblicas para uma renovação da igreja local, fazendo um paralelo com as “bem-aventuranças” do Sermão do Monte em Mateus 5:1-11.

2.1. Bem aventurados os humildes de espírito...

... porque deles é o Reino dos Céus.

A igreja sempre esteve na vanguarda da história e temos mais pontos negativos do que positivos como resultado disso. Creio que o primeiro passo para a igreja passar por uma renovação é humilhar-se sob a poderosa mão de Deus, porque só Ele poderá nos exaltar (1 Pd 5:6; Tg 4:10).

A Bíblia destaca o valor da humildade: Deus habita com os humildes, vivifica os contritos, olha para os abatidos de espírito. Precisamos do sentimento do publicano da parábola: “Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador” (Lc 18:13)

2.2. Bem aventurados os que choram...

... pois serão consolados.

O segundo passo para a renovação é chorar. Não “lágrimas de crocodilo”, mas lágrimas de contrição, de arrependimento. Precisamos chorar pela tristeza do pecado, como Davi chorou quando caiu em si de seu pecado (Sl 32; 51). A igreja precisa arrepender-se como Pedro se arrependeu de ter traído o Mestre e chorou amargamente (Lc 22:62).

Precisamos chorar também com os outros. Isso significa solidariedade. É lindo ver Jesus chorando com seus amigos pela morte de Lázaro, porque ele demonstra ali sua solidariedade, sua compaixão (Jo 11:35). Chorar com os que choram e alegra-se com os que se alegram é manifestar verdadeira simpatia. Chorar é sofrer com os que sofrem.

Precisamos chorar porque Deus vê nossas lágrimas (Is 38:5; Sl 56:8), e também porque os que choram serão consolados. Chorar é manifestar simpatia, é sentir com alguém, e é aí que mora o conforto.

A igreja precisa chorar com os que choram. Ser solidária.

2.3. Bem aventurados os mansos...

... porque herdarão a terra.

A palavra praeia significa gentil, humilde, bondoso, amável [1]. Ser manso tem um significado também de submissão, de servidão. E é aqui que desejo chegar: ser manso significa, portanto, estar completamente submisso à vontade de Deus. Cristo foi um exemplo de mansidão (Fl 2:6-7). Paulo foi outro exemplo (Gl 2:20).

A igreja tem que ser, portanto, completamente submissa à vontade de seu Senhor. Ser realmente gentil, humilde, bondosa e amável em tudo quanto fizer. A promessa é que se assim procedermos herdaremos a terra (Sl 37:11). Novos céus e nova terra.

2.4. Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça...

... porque serão fartos.

A base para a renovação da igreja passa pela justiça de Deus. A igreja não deve fazer justiça com as próprias mãos, como na “era das trevas”, mas sim buscar a justiça divina e agir de acordo com ela em todos os aspectos da vida humana.

A sede e fome têm características interessantes. Só tem fome e sede aqueles que estão vazios. Por isso, Jesus disse isso para os insatisfeitos. A igreja tem que ser insatisfeita até ver a justiça de Deus completamente estabelecida na terra. Também só tem fome e sede aqueles que querem coisas melhores. Buscar uma sociedade justa não é papel só do governo e da sociedade civil, mas é tarefa primordial da igreja, pois ela têm em suas mãos o que direciona à verdadeira justiça: a Palavra de Deus.

Ter fome e sede de justiça significa também ter fome e sede de Deus, de Jesus. O que disse Jesus aos sedentos? “Se alguém tem sede, venha a mim e beba!” (Jo 7:37).

2.5. Bem aventurados os misericordiosos...

... porque alcançarão misericórdia.

Outra característica para uma renovação da igreja local é a misericórdia. A palavra elehmosunh significa ato caridoso, esmola [2]. A misericórdia é uma ação positiva e eficaz, não foca só na alma. Ela se traduz em ação àquele que está carecendo de misericórdia. Se a igreja aspira à verdadeira justiça, ela tem o real sentimento da solidariedade humana, chamada misericórdia.

Exercer misericórdia está na ação de realizar atos de bondade àqueles que necessitam. O Senhor Jesus garantiu que quando fazemos o bem a alguém, seja uma visita a um enfermo, a um preso, seja quando cobrimos alguém que está nu, ou seja quando damos um copo de água a alguém que tem sede, estamos fazendo ao próprio Senhor (Mt 25:35-40),

2.6. Bem aventurados os limpos de coração...

... porque verão a Deus.

Outra característica bíblica para uma real renovação da igreja é a limpeza de coração. Os judeus eram muito meticulosos quanto à limpeza cerimonial Estavam preocupados com regras, temiam a contaminação do exterior e criticavam quem não fazia o mesmo (Mt 15:2). Contudo, o Senhor os exortou quanto à limpeza interior (Mt 23:25-28).

Ser limpo de coração significa abandonar as obras da carne e produzir o fruto do Espírito (Gl 5:22ss). Ser limpo de coração significa que tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. (Fl 4:8).

Essa pureza de coração tem uma dimensão muito grande. Significa ser fiel nos íntimos motivos da alma, isento de orgulho e interesse egoísta; significa ser humilde, abnegado, semelhante a uma criança.

2.7. Bem aventurados os pacificadores...

... porque serão chamados de filhos de Deus.

O mundo vive em ódio, em vingança, em dispersão, em guerra. Cristo vem com a mensagem de amor, de restauração, de paz. Ele é o Príncipe da Paz (Is 9:6). A paz é um dom de Deus. A igreja é chamada para ser pacificadora. Somos um exército de pacificadores.

O pacificador é aquele que lava ao mundo em conflito a mensagem de paz em Jesus Cristo. Os seguidores de Jesus são enviados ao mundo com essa mensagem de paz. A recompensa do pacificador é ser chamado de filho de Deus. Para ele, Deus não lhe é estranho, ante é Pai.

2.8. Bem aventurado os perseguidos por causa da justiça...

... porque deles é o reino dos céus.

Há um paralelo entre o verso 6 e o 10. No primeiro, existem os que têm fome e sede de justiça e nesse são perseguidos por causa da mesma justiça. Nos dois casos, os que assim procedem são bem-aventurados, felizes. Interessante notar esse paralelismo: ter fome e sede de justiça e depois ser perseguido por causa dele. Não seria muito mais fácil não ter fome e sede e não ser perseguido?

O texto não para aí. Ele continua até o verso 12 falando da perseguição que sofrem aqueles que dão sua vida em prol do Reino de Deus. Segundo Jesus: Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.

Para os discípulos de Cristo há o caminho da perseguição. O apóstolo Paulo entendeu isso e orientou Timóteo: todos quantos quiserem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos (2 Tm 3:12). A igreja só dá valor à causa de Cristo quando sofre perseguições.

Portanto, para a igreja passar por uma renovação a receita está nas bem-aventuranças. O caminho para a revitalização de uma igreja passa pela contrição e humilhação diante de Deus. Passa pelo choro pelo arrependimento e clamor pelo perdão. Atravessa o trilho estreito da submissão ao Seu Senhor em tudo quanto ordenar. Atinge a justiça de Deus em ação na vida da igreja e na sociedade que ela está presente e a misericórdia, da mesma forma. Chega aos limpos de coração e aos pacificadores, aqueles que testemunham a verdade da limpeza que Cristo opera e leva adiante essas boas-novas de paz. E finalmente, a recita termina com a perseguição. Mesmo sendo portadores da melhor notícia que o mundo poderia receber sofreremos perseguições. A igreja só crescerá quando passar por essa restauração.

fonte: http://www.pesquisas.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=282:renovacao-e-revitalizacao-da-igreja-local-parte-2&catid=28:crescimento-de-igrejas&Itemid=296

Postar um comentário

Deixe aqui, seu recado, comentário, sugestão...

-->

O que um homem espera de uma mulher de Deus- Felipe Heiderich