quinta-feira, 9 de junho de 2011

História do Dia do Pastor

Como tudo começou

As informações divergem quando se pensa na história do Dia do Pastor.
Para os batistas, comemora-se no segundo domingo de junho.
Um recorte do Jornal Batista, datado de 8 de junho de 1975, conta a história de como foi instituído o Dia do Pastor.
De acordo com os escritos da época, a criação da data é juninamente brasileira e batista. Sempre no segundo domingo de maio, era comemorado o Dia da Junta de Beneficência da Convenção Batista Brasileira. Em 1955, a Junta resolveu comemorar o dia realizando uma campanha para a Caixa de Socorros, um projeto que arrecadava fundos para ajudar os pastores da Convenção Batista que eram aposentados e outros que nem aposentaria possuíam.
Como nesse tempo a Junta de Beneficência tinha fama de ser muito rica, talvez a campanha de arrecadação para ajudar os pastores não daria certo. Com isso, foi sugerido que fosse mudada a nomenclatura do Dia da Junta da Beneficência. Como a Junta existia para ajudar os pastores, a Convenção Batista resolveu que, no lugar do Dia da Junta, existiria o Dia do Pastor. Como a Junta dividia a data com o Dia das Mães, também ficou resolvido que a comemoração passaria do segundo domingo de maio para o segundo domingo de junho.
Assim foi criado um dia para valorizar aquele que, por amor à obra de Deus, cuida das ovelhas do Senhor.

Fonte: Ordem dos Pastores Batistas do Brasil (OPBB)
Postar um comentário

Deixe aqui, seu recado, comentário, sugestão...

-->

O que um homem espera de uma mulher de Deus- Felipe Heiderich